quinta-feira, 7 de maio de 2009

pra não dizer que não falei de flores - por Nine

Tenho um caso de amor e ódio platônico com meu professor de bodypump, o Guto. As aulas dele são tudo que eu, nós, eles precisam. Mas o cara é bravo, grita, chama a gente de preguiçosa; eu, de distraída; é irônico, cáustico mesmo. Odeio uns exercícios chamados "afundo e agachamento". Com certeza essa dupla deve ter sido inspirada em alguma técnica de tortura dos anos da ditadura ou da idade média. Ele insiste em toda aula, duas vezes por semana... para mim são os mais difíceis, provavelmente porque mais preciso deles. Sei que no futuro vou agradecer ao Guto, mas agora não dá! Dói, queima, me sinto uma Matusalém.


Quando chega nesses minutos (parecem horas) desses exercícios-tortura, fico pensando o que estou fazendo lá com aquele grandão de bunda perfeita (que inveja!) dizendo na minha cara que não gosta de cariocas!!! O que eu devolvo dizendo que cariocas são bacanas e que eu adoro paulistas. Só para mostrar a ele que nós também, como o Obama, podemos! Trocamos farpas por flores. Não é sempre assim, mas vale. Desarma.


E na hora dos exercícios de braços?! O homem faz dancinha, gente, trabalhando os bíceps! Não é de matar um professor assim?! Fico com raiva de mim mesma, por todos os biscoitos amanteigados que comi e que ainda comerei. Não sou nada confiável com comida. Com o filet en croute que eu fiz, o cheesecake e o mil folhas da confeitaria próxima de casa, os pães do Olivier Anquier... outro demo: bonito e ainda faz pão bom! O Guto declarou outro dia que só come miojo... só tendo pacto com o...! Não é possível, comer porcaria e ter o corpo que ele tem. Ou então ele foi abençoado e eu amaldiçoada. Meus pais esqueceram de convidar alguma fada madrinha no meu nascimento.


Sempre fiz exercícios regularmente, mas não para me matar de cultuar o corpo. Preferi o cérebro: fiz mais "cerébropump" do que bodypump. Li muito, dei muita aula, traduzi muito, escrevi muito. Minha mente foi, é e será sempre exercitada à exaustão. Mas não posso, não podemos abandonar nossos corpos. Tenho, temos que cuidar mais ainda dele agora. O prazo de validade já venceu a metade. Exige manutenção e revisão quase diária para continuar a funcionar bem. Se nós quisermos continuar lúcidos, andando, se movimentando, carregando nossas compras sozinhos... fora a estética, que não precisa ser mencionada... Oscar Wilde já escreveu que quem não se preocupa com a aparência é idiota. Lembrem-se, não existem mais muito escoteiros por aí querendo fazer boas ações para com velhinhos adoráveis.


Minha tia-avó está com 82 anos. Viúva, mora sozinha, limpa a casa dela, cozinha, vai ao culto na igreja dela e caminha muito. Tudo sozinha.


Também quero ser uma velhinha "maneira" como minha tia-avó Dina. Então o jeito é enfrentar semanalmente esse escorpião-escorpião de corpo e altura perfeitos e língua acida! Oh céus!


beijos solidários a quem tem um " Guto" em suas vidas...
Nine

8 comentários:

Susanna disse...

Hahahahahahahahahahaha!

Tão bom começar o dia assim, com esse texto delicioso da Nine!

Fofíssimo! rsrs

Beijos a todos!

Paty W. disse...

É isto aí Nine querida, adorei o seu senso de humor com o dito cujo hahahaha

beijinhos

Aderbal disse...

Nine, compreendo muito bem o seu dilema ! também voltei a malhar por ter medo de doença, daquelas evitáveis, claro. Corro bastante nas Running Class e confesso detestar as músicas que nos obrigam a ouvir. Já comentei sobre isso por aqui. Agora, o seu professor merece uma boa provocação. Experimenta, ao final da aula, na frente dele, abrir 1 Sonho-de-Valsa bem devagarinho....
Beijos e BOA malhação !

Visconde disse...

Nine, querida, ia tecer comentários, mas uma criatura que se abastace de miojo, sinceramente, deixa-me sem palavras.
Beijo.
Albuquerque.

CeciLia disse...

Ah, Nine, manda ele aqui pro Sul, manda. Tava precisando tanto de uma motivação extra!
Abraço, parabéns pela resistência.

Fabiano Barreto disse...

"Cerébropump" ficou o máximo!!

Que humor!!!!

Nelson disse...

Nine, não desista!

E perdôe-o pela fraqueza de não gostar de cariocas, como deves perdoar os cariocas que acham São Paulo um lixo. Tolos, todos eles.

Leva mais vantagem quem conhece os segredos e virtudes destas duas damas tão distintas, em todos os sentidos.

beijos,

Nine de Azevedo disse...

Povo da esquina:Nelson, pois é ,nos sabemos, o que essas duas cidades tem de bom!Fabiano obrigado sou bem humorada mesmo graças aos deuses!Cecilia querida ,nao posso mandar o Guto para o sul ,porque tenho a impressao que ninguem manda naquele homem nao viu,mas obrigado e vou peguntar a ele amanha se ele nao tem um clone para voce!Visconde o que fazer?! Nem todos tem o nosso jeitinho gourmet. Esperemos que algum deus da gastronomia mande ele para um cordon bleu.Aderbal, voce é mesmo dos meus,adoro provocar essas pessoas que parecem que vao ter um orgasmo olhando as sobremesas ,o desejo reprimido é tanto...Paty e Susanna minha amizade e carinho de sempre para as duas lindas e fofas amigas.Bjs