terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

meu primeiro encontro com um E.T. - por Nine

Querida Guilhermina,

Ontem me encontrei com um Alien... já tinha ouvido falar deles, mas nunca os tinha visto ao vivo, e muito menos tomado café com um. Não, não endoideci de vez. Não, não tenho visto muito o canal Sci Fi (mentira, vejo sim!).

Menina, é que antes de ontem sai com um cara que começou a me dizer, de maneira peremptória, que "todos" os problemas de SP eram causados pelos nordestinos que invadiram a cidade... que todos os favelados eram bandidos e nordestinos.
Ainda tentei argumentar nesse ponto. Já que até esse momento, como ele tinha a aparência de um ser da nossa espécie (fora uns dentes esquisitos...), achei que era só um caso grave de ignorância. Caso fossem fornecidas informações, dados, fatos, tudo daria certo! Afinal ele era um ser bem sucedido para os padrões terrestres e eu ingenuamente pensei que isso denotasse uma certa inteligência...

Mas ai o Alien continuou a desfiar o rosário de asneiras e preconceitos: O transporte público no Brasil é uma maravilha (te juro, Guilhermina!), e o de SP o melhor do Brasil. Estava pasma, não agüentei e perguntei:
você já tomou algum ônibus na vida?

Alien
: Não!Credo!

Nine:
Já peguei, às vezes você pode esperar 25 min no ponto! Minha faxineira vem a cada 15 dias e leva 1H30 para chegar no serviço!

Alien
: A minha empregada também! E vem todo dia! O que você quer? Para ELES tá bom!

Nine: ELES quem, cara pálida? Eu sou eles e eles sou eu! Foi aí que comecei a desconfiar de que se tratava de um alien, já que ELE não era NÓS.

Alien
: Não, não é! NÓS da classe média, média alta, que moramos nos Jardins, assim como na zona sul do RIO, não somos como ELES! Quem manda ELES serem estúpidos e trabalharem longe de casa? O mal de vocês cariocas é esse! Estão sempre muito perto DELES, por causa dos morros. Ficam muito misturados na praia, até jogam bola com ELES!

Nine (já começando a perder a paciência):
ELES não são estúpidos! Que eu saiba o pessoal de Paraisopolis (oh ironia!), morro Santa Marta, Vidigal, Parelheiros, não tem dinheiro para contratar mão de obra não especializada para limpar a casa deles! Não acho que a Rose, minha faxineira, goste de acordar cedo, tomar o ônibus, ficar 1h30 espremida, sendo exposta a todo tipo de coisa. Faz porque não acha trabalho perto de casa e aqui também pagam melhor o serviço dela.

Alien
(condescendente): Ah você é dessas... idealista de esquerda liberal!

Nine:
Sou mulher, carioca, brasileira, mãe, filha, já fui esposa duas vezes, profissional, tantas coisas e pertenço sem sombra de duvida a espécie humana. Para mim não tem ELES e NÓS! Somos todos NÓS!

Alien
: Ah eu não! Não sou igual a ELES. Queria que voltasse a ditadura e mandassem prender todos ELES!

Bom, a partir dai, aleguei um compromisso de última hora e saltei fora. Fui ao cinema sozinha ver "O casamento de Rachel". Nesse filme tem um casamento interracial. Pessoas de várias etnias e culturas estão presentes na festa num congraçamento.
Sai do cinema e vim para casa pensando no filme, no Alien, e o que leva as pessoas a pensarem em separar, a formarem castas, quando vivemos tão sós no planeta e concretamente nem sabemos bem o porquê...

No dia seguinte, acordei cansada. A Rose veio limpar meu ap. Ela sempre afável e gentil me perguntou como estava e tal. Respondi que ando dormindo mal e me sentindo muito só. Ela filosoficamente me disse que a solidão quando a gente percebe já nos sufocou. Mas que eu vou acabar encontrando alguém. Ai não pude me conter e contei a ela sobre o
Alien...

Rose com cara de moleca arteira me disse: queria conhecer a empregada dele... Perguntei o porquê. Ela me disse que ia aconselhá-la a quebrar louças, "sem querer", na casa dele, queimar a comida dele, trocar recados importantes, manchar as camisas chics dele e depois procurar outro emprego! Olha a Rose ai gente! Que nunca leu
Thoreau, pregando a desobediência civil! Nós duas rimos muito tomando uma xícara de café na minha cozinha.

Mas na verdade, se pensarmos nas consequências que esse tipo de pensamento e atitude “alienígenas” trazem para a Humanidade... É trágico!

Afetuosamente, abraços de cromossomo XX, espécie humana,

Nine de Azevedo

11 comentários:

guilhermina, (ataulfo) e convidados disse...

Que texto maravilhoso! Delicadamente cáustico.

Só um detalhe Nine querida, ele estava disfarçado, vc não teve culpa, foi até esperta, deixou a cena a tempo, mas... de fato, ele tem razão... ELE não é igual a NÓS. Ele, independente do planeta de origem, é muito pior que NÓS!!!! E temos que tomar muito cuidado, porque vc sabe né?, Eles querem dominar o mundo!
Bj
Guilhermina

Maria disse...

Concordo que ele é bem pior! Mas, bem triste, me atrevo a dizer que eles estão dominando! Mas a gente não vai parar de rebelar nunca! Nós, estes diferentes deles!

Texto muito bom!

Beijos doces

Nelson (Pô, meu!) disse...

Oi Nine,

Ainda bem que você se livrou do maluco. Sabe de uma coisa, pode ser que se a gente encontrasse aliens por aí, eles pudessem pensar assim. Mas infelizmente, acho que os aliens já passaram dessa fase. Esse bicho perigoso é daqui mesmo. Mas olhe, o pior é que a gente encontra esse tipo em todo lugar desse nosso planeta, não é só aí em Sampa não.

Será que hoje o meu comentário vai pro ar?

Oi Guilhermina, capricha aí para a minha amiga Nine não achar que ando mentindo sobre comentar os artigos dela. ;-)

beijos,
Nelson

Dominique disse...

Ainda bem q se livrou do ser de outro planeta, logo!!! ahahahah
Muito bom o texto!
Felicidades
beijos

Susanna disse...

Nine, eu fiquei passada! Estarrrecida [com 3 erres mesmo!]!

Meu Deus do céu, de onde ELE saiu, hein? Não pergunto do local onde mora, trabalha, ou costuma passear... Refiro-me ao ventre mesmo! Não que a mãe tenha culpa, não é isso. Mas, considerando que ELE é um alien, temos que descobrir onde está o responsável pela procriação dELEs... E exterminá-los!

Ainda bem que você é esperta! Você é uma de NÓS! rsrs

Amei o texto!

Beijos!

Beijos também Guilhermina!!

Nelida Capela disse...

Adoro Ets, mas desse aí quero distância...

Renato Alt disse...

De fato, estão já dominando o mundo. Sua mensagem está na TV, nos cinemas, nas conversas de bar.

Nós é que não podemos baixar a guarda.

Belo texto, Nine, ainda que traga essa tiste realidade...

E que bom que nós somos nós!
"Gooble gobble, gooble gobble! One of us! One of us!" ;-)

Beijos, Nine. Beijos, Guilhermina.

Fabiano Barreto disse...

Será que isso é o que poderíamos chamar de alterfundamentalismo?

Euzinha! disse...

adorei o texto!
e, o seu ET me lembrou um grupo que conheci. há algo em mim que atraio essas pessoas pra perto de mim, socorro!
se alguém souber de alguma mandiga para afastar seres repugnantes, preconceituosos como esse ai, me avisem.
beijo!

Lívia disse...

Belas palavras, Nine!!!! Um ser desse só merece o desprezo de pessoas como NÓS! Tenho certeza q ele aprecia muito a companhia dos móveis da mansão dele nos jardins, visto que deve ser a única companhia que ele possui.

Anônimo disse...

Olha, a meu modo de ver, se examinarmos a árvore genealógica desse E.T.,provavelmente tem nordestino na familia dele, é que o preconceito e tão grnde que nem consegue olhar pra ele mesmo e ver que não existem diferenças entre pessoas de uma classe ou raça, mas tudo o que podemos fazer e lamentar, pois quando ele descobrir a besteira que semeia por aí já é tarde.

Parabéns
Bjus Querida
Celso